top of page

Um texto profundo sobre aquarian@s!


Um texto profundo sobre aquarian@s! | Márcia Fervienza Astrologia | Rio de Janeiro

No dia do meu aniversário, eu posso tudo. Até mandar dois textos de blog via e-mail com menos de 24 horas de diferença entre um e outro. Mas a temporada é d@s aquarian@s e, como tal, o texto cabe.


E, se não coubesse, eu faria caber! 😉


O texto não é de minha autoria. Seu autor é o Steven Forrest e ele é uma tradução livre que fiz de um trecho do livro "O Livro do Ar: A Arte de Prestar Atenção!". Neste livro, publicado pela Seven Paws Press em 2020, Steven discorre sobre os três signos de elemento AR - Gêmeos, Libra e Aquário. Não sei se o livro existe em Português. Se existir, compre. Se não existir e você souber ler em inglês, compre também. Vale muito a pena!


"O glifo astrológico de Aquário – um par de linhas onduladas paralelas – é muitas vezes confundido com água. Mas essas linhas representam serpentes, símbolos de conhecimento. No Éden, a serpente tentou Eva a comer o fruto da Árvore do Conhecimento. Ela o fez, e Deus expulsou ela e Adão do jardim por isso, pondo em movimento a história do mundo. Mas, ao adquirir esse conhecimento, Eva fez algo mais. Nesse único ato rebelde de Aquário, ela deu à luz uma qualidade muito mais preciosa do que a segurança e até do que a sabedoria. Ela deu à luz a liberdade humana.


Liberdade – esse é o objetivo final de Aquário. Individualidade. A capacidade de escolher seu próprio caminho, para fazer o que quiser fazer. Não receber ordens de ninguém, seja pai, mãe, presidente, padre ou qualquer outra figura de autoridade. Mais fácil falar do que fazer. Forças enormes se opõem à nossa individualidade: a pressão dos pares, a tendência à conformidade, a socialização, o desejo de ser aceito. Tudo isso compromete a nossa liberdade. O inimigo mortal do aquariano é o instinto tribal. Se ele sucumbir, tudo está perdido.


Aquário e conformidade: essas duas palavras se misturam tão bem quanto a paz e ogivas nucleares. Para dominar esse instinto tribal, o aquariano deve cultivar uma lealdade absoluta à verdade. Ele deve dizer o que vê, independentemente das consequências. Ele deve permanecer firme quando sua liberdade for desafiada, seja por coerção direta ou por persuasão insidiosa. E ele deve aceitar de bom grado seu destino: o do exílio, sempre fora de sincronia com os valores e motivações de sua comunidade.


Para o aquariano, há apenas uma estratégia: manter suas defesas ao conformismo intactas a qualquer custo. Sem acordos nem concessões.


Internamente, temos um certo conjunto único de predileções e valores. Mas nossa sociedade tem outros planos para nós. Desde que começamos a falar, somos programados com descrições do que constitui sucesso, decência e sanidade. Para a maioria de nós, conectar-se a esses padrões é natural e até útil. Para Aquário, é uma sentença de morte.


O aquariano deve resistir às coerções de sua cultura. Sua estratégia precisa ser seguir os ditames de sua própria individualidade, fazendo suas próprias escolhas, independentemente da raiva ou da descrença que essas escolhas produzem nas pessoas ao seu redor.


“Me manterei sã, mesmo que isso signifique que todo mundo pense que sou louca.” Esse é o lema aquariano. Se ele seguir essa estratégia, a sociedade pode ameaçar tirar sua liberdade pela força, através do prisão ou do exílio.


Mas, normalmente, as pressões culturais são mais sutis: “Continue agindo assim e você nunca conseguirá um emprego, você vai passar fome, não vai ter amigos, não terá família ou um amor.” Ou: “Continue assim, e todos rirão de você. Vamos rotulá-lo de louco e nunca levaremos nada que você faça a sério.”


Enfrentar a pressão pelo conformismo imposta por seus seres queridos é o teste final de Aquário, muito mais difícil do que resistir à sociedade.


Ao defender sua liberdade, ao aquariano deve se preparar para enfrentar um desafio assustador e muitas vezes amargo: ele deve estar preparado para partir o coração das pessoas que o amam. Não importa que a decepção e dor delas sejam apenas o resultado de seu desejo frustrado de encaixá-lo em um molde que ele nunca deveria se encaixar. A dor deles é real. E o aquariano típico poderia amenizá-la, fazendo uma "simples" concessão. No entanto, ela não pode fingir ser diferente do que é.


Aquário é frio? Não. mas muitas vezes parece ser. Seu caminho é difícil, levando-a à estratosfera clara e fina da verdadeira individualidade. E se sua ascensão a esse lugar desaponta quem está no solo, ele (às vezes) deve viver com a dor, buscando o conforto que puder na sabedoria de que esses corações partidos são o preço inevitável da liberdade."

Posts recentes

Ver tudo

1 comentario

Obtuvo 0 de 5 estrellas.
Aún no hay calificaciones

Agrega una calificación

Me identifico demais com esse texto, ao ponto de emergir emoções que controlo pra não fraquejar diante o mundo, diante a vida. Nesses dois trechos, "Para o aquariano, há apenas uma estratégia: manter suas defesas ao conformismo intactas a qualquer custo. Sem acordos nem concessões." e esse "“Me manterei sã, mesmo que isso signifique que todo mundo pense que sou louca.” Esse é o lema aquariano.", estão toda minha essência e lema de vida. Parabéns novamente e saiba que não apenas ontem, hoje e amanhã, você pode tudo sim!

Me gusta
bottom of page