top of page

Câncer, Escorpião, Peixes: Signos de Água


Câncer, Escorpião, Peixes: Signos de Água

Muito se fala dos signos de elemento água (Câncer, Escorpião e Peixes). Alguns dizem que são maravilhosos, outros que são muito apaixonados, outros apontam que são dramáticos ou "mi-mi-mi". E, na verdade, qualquer signo pode ter qualquer uma dessas características, sejam de água ou não.


Mas eu gosto da definição que Steven Forrest* faz para cada um deles em seu livro "The Book of Water" - sem tradução para o português. Em todos os seus livros sobre todos os elementos, Steven faz um distinção muito clara entre a meta ou objetivo de cada signo, e eu pretendo trazê-las para vocês nos próximos posts.


Primeiro, é importante entender o que seria o signo. Signo é um conjunto de motivações e ferramentas que os planetas nele situados "usam" para atingir seus objetivos. Os signos seriam o "como" e o "porque" dos planetas. Assim, Marte em Câncer (ao contrário do muitos dizem) não é um Marte debilitado, mas é um Marte que vai lutar (característica do planeta) quando sua família ou núcleo de acolhimento pessoal (Câncer) estiver em risco.


E já que estamos falando de Câncer, pensemos sobre as funções principais deste sigo


A experiência emocional de Câncer


Câncer, o primeiro signo de água na mandala astrológica, fala de intimidade, autoproteção, sentimentos, ninho, pertencimento, mãe etc. Mas, uma característica interessante do signo de Câncer é que, assim como seu símbolo - o caranguejo - ele tende a se proteger muito emocionalmente. Sua primeira reação a qualquer coisa ou pessoa que o toque é se retrair, entrar em sua própria carapaça.


Aliás, já notou como as pessoas com maior quantidade de água no mapa tendem a ser aquelas que parecem mais frias e distantes? Isso não é uma coincidência. Isso é uma resposta natural delas ao mundo. Por saberem o quanto são sensíveis e a facilidade com a qual podem ser feridas, elas se vestem de uma carapaça que parece torna-las inatingível. É preciso conviver mais de perto para ir vendo o quanto elas são sensíveis. E resilientes. Ô povo forte pra rebotar de dores e sofrimentos emocionais, viu!


A questão é que eles não se protegem só do alcance do outro. Eles se protegem até de si mesmos. Eles se protegem do sentir. E, enquanto signo de água, essa é a última coisa que um canceriano deveria fazer.


Todos os signos de água precisam mergulhar em si mesmos e experimentar seus próprios sentimentos. Para isso eles existem. Ainda que cada um faça à sua maneira, o importante é fazer. 

Steven diz que, dentre os 3 signos do elemento água, a função de Câncer é simplesmente sentir. Câncer não é sobre analisar, filtrar, entender ou psicanalisar. Câncer é simplesmente sobre deixar que a dor emerja, sentar com ela e senti-la profundamente, ainda que doa, até que o sentimento tenha se esvaziado.


Daí vem as caricaturas de que Câncer é chorão! Mas gente, Câncer tem que fazer isso mesmo!! É pra ser chorão e chorar por tudo, sim!! Isso não significa que ele não possa amadurecer emocionalmente - pode e deve! Mas ele precisa sentir o que estiver sentindo, sem restrições, sem medo, sem vergonha.


E como funciona Câncer se protegendo dos próprios sentimentos? Quando faz isso, ele entra no modo "cuidar do outro": ele foca no sentimento do outro, no porque, ele acolhe o outro, quer entendê-lo e permitir que o outro fale da sua dor, mesmo que esse outro tenha feito algo que o machucou! E isso é ruim? Não! Mas primeiro ele precisa cuidar de si mesmo! Se não o fizer, o movimento de cuidado do outro é apenas uma fuga do seu próprio sentir.


Escorpião: um mergulho em águas profundas!


Já Escorpião nasceu para mergulhar em águas mais profundas e para analisar o que sente. Em Escorpião, sim, é sobre sentir e entender as sub-camadas psicológicas do que sentimos, o porque, como aquilo influencia em nosso comportamento etc.


Escorpião fala de intimidade, entrega e profundidade, mas em seu viés negativo, ele fala da sombra, medos, e da necessidade de controle emocional (de si mesmo e do outro). Já reparou que - dentre os três signos - embora Escorpião leve a fama de ser o mais apaixonado, ele é o mais capaz de não demonstrar absolutamente nada do que está sentido quando assim deseja? Essa é a sua ferramenta de sobrevivência e proteção: a fachada fria, dura e seca; a "cara de nada"; as explosões e os arroubos emocionais; a desconfiança. E isso é um grande problema, porque acaba criando um ambiente emocional tóxico para si mesmo e para aqueles com quem se relaciona.


Escorpião acredita que quem sabe como funcionamos emocionalmente nos controla. E ele acredita que, quando amamos, ficamos vulneráveis. E ficamos mesmo! É só nesse encontro verdadeiro com o outro que estamos sujeitos a perdas, abandonos, dores e traições. Mas também é somente neste lugar que crescemos e descobrimos outras formas de poder, que vão muito além do controle obcecado do que o outro pensa e sente.


Peixes


Peixes talvez seja, para muitos, o signo mais difícil de compreender dentre os três signos do elemento água - ou talvez seja o mais difícil para essa aquariana aqui compreender. Aparentemente ele é muito óbvio, tranquilo, sereno, romântico, sonhador, visionário, às vezes maluquinho, mas inofensivo. Seu mundo interior é vastíssimo - deixa Escorpião no chinelo - e sua função, assim como a do Escorpião, é mergulhar profundamente dentro de si.


Só que esse não é um processo fácil. Há muitas camadas no oceano e, conforme nos afastamos da superfície, a luz fica cada vez mais tênue. Começamos a ver criaturas bem diferentes das que vemos nos primeiros 100 metros do mergulho. E essas criaturas (os sentimentos do pisciano) podem ser assustadoras.


Onde a luz do sol não chega não há arco-íris possível. Consequentemente, no fundo do oceano o pisciano não consegue fantasiar sobre aquilo que não gosta. Aqui ele não pode mudar a narrativa para que sua história fique mais bonita. Aqui ele é quem ele é, lhes falta recursos imaginários para se defender do lado feio da vida, e de si mesmos.


E como os piscianos se protegem desse encontro consigo mesmo? Se mantendo na superfície. Mas é ali, na superfície, que nós vemos o lado mais desagradável dos piscianos: a coisa do "mudar de ideia o tempo todo", do "agir conforme o que sente" (mesmo que o que se sente mude a cada 5 segundos), da indecisão, do não saber pra onde ir - ou de mudar de direção constantemente, segundo o fluxo das marés, tudo isso ocorre na superfície. E é aqui também que vemos o abuso de medidas escapistas.


Por que? Porque eles são muito sensíveis ao seu meio. Viver captando constantemente imput externo de sentimentos, medos, crenças, impressões e intuições pode ser enlouquecedor. Eles precisam silenciar esse ruído. Alguns vão pro fundo do mar: meditam, silenciam, se refugiam em sua própria espiritualidade ou na arte. Outros, apelam pro álcool, pra drogas, pra comida, ou para qualquer coisa que lhes dê prazer imediato e anestesie seus sentidos.


Conclusão

Se você é de um signo de água e caiu nesse post é porque existe algo sobre a sua relação com os seus sentimentos que precisa ser revista e aprimorada. Não vá embora antes de se comprometer com essa autoanálise.



* Referência: The Book of Water: Healing, Regeneration and Recovery. By Steven Forrest. Pub. Date: 15-Oct-2020. Publisher: Seven Paws Press

0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page